Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A idade da solidão

Quarta-feira, 13.07.11

Ontem, mais uma vez a assistir ao penoso telejornal da TVI, senti-me impotente e indignada perante a forma como são tratados os idosos no nosso país. Na verdade, não me espanta pois a falta de valores da nova geração revela que esta nada aprendeu com os mais velhos, a quem não respeita nem valoriza. Naquelas culturas que ousamos chamar de “incivilizadas” os anciãos são respeitados e ouvidos pelo seu saber e experiência. Aqui, na nossa augusta civilização, não só não escutamos os mais velhos como os relegamos para um lugar em que não possam ser ouvidos por ninguém. É triste, muito triste, que aqueles que trabalharam uma vida inteira e ajudaram a criar outros hoje se encontrem no limiar da miséria não só económica mas sobretudo psicológica. A saúde não é tão duradoura como o corpo mas aqueles que se encontram na força da idade não pensam assim. Os jovens não olham para os seus avós e pensam que eles foram homens e mulheres também jovens que trabalharam para que eles pudessem ter um futuro. E é assim, há uma idade para ser feliz e outra para morrer entregue à mais profunda das solidões. Isto nos países extremamente evoluídos comos Portugal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Lígia Laginha às 07:30


1 comentário

De energia-a-mais a 13.07.2011 às 12:00

sabes, numa civilização avançada, como supostamente deveriamos ser, os velhos fazem parte da sociedade e representam um papel importante no futuro dos mais jovens. Mas claro que isso se passa em países civilizados, daqueles que evoluiram com os tempos, aprenderam com o passado e construiram um presente onde mantiveram os valores, preservando a cidadania. Coisa que nós infelizmente ainda não aprendemos a fazer....Por isso por cá, nós deixamos os nossos idosos em extremo isolamento, sem qualquer cuidado, deixados ao abandono, desejando apenas que não dêem trabalho...
Vergonhoso? sim! mas para que a geração dos mais novos tenha respeito e dê valor aos mais velhos, o exemplo deve começar desde logo. E isso nós sabemos que não acontece!
Quando fiz um trabalho sobre educação infantil para os meus estudos em psicologia e fui buscar exemplos em países nórdicos, visitei uma escola sueca onde os miúdos iam todas as quartas feiras de tarde para casa de uma pessoa idosa, onde lanchavam, faziam lá um bolo, todos a ajudarem, depois iam todos juntos até uma residencial para pessoas que já não podiam ficar em casa sozinhas, ou precisavam de ajudas, faziam leitura em grupo, os mais novos representavam ou cantavam. A valorização que fazem dos idosos assenta no respeito e na partilha, muito longe do que se passa no nosso país!
Talvez uma mudança de políticas ajudasse mas mais do que isso, é necessário uma mudança de mentalidades e isso não se passa por decreto de lei!
beijos

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Julho 2011

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31




comentários recentes

  • Jaly

    Parabéns!Por um lado fico contente por ter alguém ...

  • Lígia Laginha

    "nunca no Continente tivemos, por muito maus que s...

  • Pedro Neves

    Pode haver aqui falsos moralismos, mas nunca no Co...

  • energia-a-mais

    Bem, concordo que este «Magalhães» não teve grande...

  • LauraBM

    Confesso que me diverti a ler este artigo.Ia inici...

  • Francys Rafael...

    Amor...e uma coisa inesplicavel.Acontece quando a ...

  • Janayna

    Amor e uma coisa maravilhosa.E gostar... e querer....

  • viagra without prescription

    Este é um dos blogs mais incrível Ive lido em um t...

  • kamagra

    Seu blog tem algumas das informações mais fascinan...

  • kamagra

    Seu blog tem algumas das informações mais fascinan...