Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Falar à moda antiga

Terça-feira, 16.08.11

Recentemente, Marcelo Rebelo de Sousa criticou, indirectamente é bem verdade, o uso do Facebook pelos excelsos políticos portugueses. E digo indirectamente porque fez-se valer da personagem Obama para mostrar o seu desacordo para com essa forma de agir. Mas para “bom entendedor meia palavra basta”. A meu ver, Marcelo Rebelo de Sousa está, não certo, mas CERTÍSSIMO. Neste blog, alguns posts mais abaixo, também eu mostrei a minha indignação perante uma mensagenzita deixada por Passos Coelho, antes de partir para as suas belas férias na Manta Rota, na referida rede social. Na verdade, é sobejamente ridículo e ilógico que se recorra a uma base a que só uma minoria tem acesso para deixar mensagens sobre as medidas tomadas que dizem respeito à maioria. Direi mesmo que à uma tentativa de fuga para não enfrentar os afectados olhos nos olhos. O Facebook é uma forma de camuflar a gravidade de determinados actos por detrás de perfis que apelam à confiança. E é também um escape para na hora H alguém se escudar no argumento “Mas eu já tinha avisado no Facebook que ia ser assim! Se não leram o problema é vosso.” Caros, Sr. Passos e Sr. Silva lembrem-se que estão em Portugal e que neste país a população é tendencialmente envelhecida e que isso diz muito sobre o acesso ou não às novas tecnologias e às redes sociais. Sigam o exemplo “Obama” e as palavras do velho amigo Marcelo e voltem a falar com o povo tuga à moda antiga. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Lígia Laginha às 11:27

APAGÃO

Sexta-feira, 12.08.11

 

 

Não querendo esperar pelo ano que vem, como havia sido pensado, Vítor Gaspar, ou Gasparzinho das Massas para os amigos, anunciou a subida da taxa do IVA sobre a electricidade e o gás natural de 6 para 23 %. Coisa pouca, claro, que renderá ao Estado cerca de 100 milhões de euros. Só tenho uma palavra perante isto: VERGONHOSO! Se até aqui o Zé Povinho já considerava a luz e o gás como bens caros, a partir de agora muitos terão de se resignar novamente aos candeeiros a petróleo ou às velas compradas no chinês. Porque 23 % é um ROUBO. Quanto ao gás também será comum ver muita gente a fazer fogueiras ao uso cigano para cozinhar e alguns tomarão banho nas ribeiras e rios. Quando, por vezes, aparece na T.V. aquelas pessoas, que em sítios remotos, ainda vivem sem luz e sem água canalizada muitos ficam chocados e dizem não ser possível que aquilo ainda aconteça no século XXI. No entanto, com estas novas medidas de austeridade a tal realidade que parece inacreditável tornar-se-á cada vez mais banal. Porque não só o pão e o leite são bens essenciais! Nos dias de hoje pouco se faz sem luz eléctrica para além de tentar sobreviver num completo apagão. Por isso, caríssimo ministro das Finanças, aquilo que está a fazer é a tornar a vida de algumas pessoas completamente insustentável. Lembrem-se disso depois de tomar a sua banhoca quentinha e estiver a ler alumiado por lâmpadas de halogéneo. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Lígia Laginha às 09:46

Pelos caminhos da anarquia

Quinta-feira, 11.08.11

É inevitável que por estes dias se fale em Reino Unido, Londres e zaragata. As opiniões do povo tuga têm sido muitas e diferentes, com uma ala chocada e apreensiva e outra que já defende a imitação do triste modelito no território português. E esta divisão de opiniões é, quanto a mim, o verdadeiro cerne da questão, isto é, divide-se uma Pátria e os tumultos começam a rasar aquilo a que se chama uma guerra civil. No Reino Unido podemos observar que os motins de jovens têm já como oposição milícias londrinas, e não só, que surgiram para defender os seus bens, as suas famílias e a sua terra. É forçoso que tal aconteça pois se por um lado uns legitimam a sua violência usando de argumentos que englobam a sensação de xenofobia, racismo e desigualdade, por outro lado existem aqueles que encontram na violência dos primeiros a razão para a sua. As sociedades actuais são verdadeiramente complexas e, como prova o caso inglês, qualquer acontecimento pode servir de motivo para acender o rastilho e gerar uma onda de violência sem precedentes. As pessoas, vítimas de uma vida extremamente stressante aos mais variados níveis, são recipientes em que a água se encontra em ebulição e acaba por transbordar. Depois disso ninguém, nem nada, pode suster o ímpeto daqueles que explodiram e que já só têm por horizonte a agressividade desnorteada e gratuita. Estes jovens londrinos estão precisamente neste registo: agem de forma hostil mas não têm quaisquer objectivos concretos, destroem por destruir, saqueiam por saquear e lá vão pelos caminhos da anarquia chalada. Não percebem que estão a contribuir ainda mais para agravar os problemas futuros e que esses problemas, sendo eles também ingleses, são problemas deles. Eu, embora criticando vezes sem fim a partidocracia em que vivemos, nunca augurei nada de bom para aqueles que se querem governar a si mesmos. É necessário algum tipo de ordem pois os caminhos da anarquia são demasiado hediondos e irreversíveis. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Lígia Laginha às 06:34

Calor

Terça-feira, 09.08.11

Está demasiado calor para deambular seja por onde for, mesmo que essas deambulações sejam meramente intelectuais. Sei que sou uma minoria mas a verdade é que detesto dias assim… Mas será que sou mesmo a minoria?? É que até os apologistas do Verão se queixam do calor. A minha teoria foi sempre a de que o frio se combate com roupa mas e então o calor como se combate? Não posso fazer do local de trabalho uma estância nudista e mesmo que andasse nua continuaria a ter calor. Bolas! Volta frio que estás perdoado. Ainda se fosse só o clima que está quente… O pior é que as pessoas também estão de cabeça quente e por todo o lado há batalhas, guerras, guerrilhas e guerrinhas que constantemente sacodem o mundo em que vivemos e não permitem às almas o descanso necessário. Os ânimos estão exaltados e a barreira ente a liberdade e a libertinagem é tão, mas tão, ténue. Enfim, só posso dizer que está um calor dum cabrão, isto numa altura em que até o tempo é catalogado e existem alertas de todas as cores para assustar ainda mais aqueles que perante a natureza nada podem. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Lígia Laginha às 09:55

"Uma pequena reflexão de Verão"

Segunda-feira, 08.08.11

É inegável o papel do Facebook e das redes sociais nos dias de hoje. É através desse mesmo Facebook que os nossos ilustríssimos mandantes nos vão pondo ocorrentes das suas nobres acções e do estado caótico da nossa linda Pátria. Neste sentido, o nosso caríssimo amigo e Primeiro-Ministro Passos Coelho veio ontem despedir-se de nós por um curto período de tempo numa mensagem que publicou em território facebookiano e que bucolicamente apelidou de “uma pequena reflexão de verão”. Mas se o título é acolhedor o mesmo não se pode dizer do texto que a ele se segue, texto esse em que mais uma vez se pretende que o Zé Povinho borre as calças usando de uma linguagem ameaçadora e fatalista. Pois é! O nosso amigo Passos diz que não pode prometer sacrifícios suaves. Ora eu pergunto-me: qual será o seu conceito de suavidade?! É que até agora a suavidade das medidas anunciadas faz lembrar aquelas chibatadas com pau de marmeleiro. Passos diz ainda que só assim nós, tugas, aprenderemos a mudar o estilo de vida e que depois de passada a tempestade virá a bonança. Até passar a tempestade quantos não naufragarão nela? Bem Sr. Passos vá lá às suas ricas férias e já que diz ser na simplicidade das coisas que encontra a felicidade espero que tal aconteça numa tenda velha junto a uma ribeira cheia de mosquitos e que você nem tenha para comer um simples bocado de pão. Isso sim é que é simplicidade em grande, uma simplicidade a que todos nos já vamos habituando e para a qual a sua “pequena reflexão de verão” serve de preâmbulo. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Lígia Laginha às 07:54





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Setembro 2011

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930




comentários recentes

  • Jaly

    Parabéns!Por um lado fico contente por ter alguém ...

  • Lígia Laginha

    "nunca no Continente tivemos, por muito maus que s...

  • Pedro Neves

    Pode haver aqui falsos moralismos, mas nunca no Co...

  • energia-a-mais

    Bem, concordo que este «Magalhães» não teve grande...

  • LauraBM

    Confesso que me diverti a ler este artigo.Ia inici...

  • Francys Rafael...

    Amor...e uma coisa inesplicavel.Acontece quando a ...

  • Janayna

    Amor e uma coisa maravilhosa.E gostar... e querer....

  • viagra without prescription

    Este é um dos blogs mais incrível Ive lido em um t...

  • kamagra

    Seu blog tem algumas das informações mais fascinan...

  • kamagra

    Seu blog tem algumas das informações mais fascinan...